Tabagismo causa mais câncer em mulheres

“A pesquisa mostrou que as mulheres que fumam têm 19% mais risco de desenvolver esse tipo de câncer do que as não fumantes, enquanto entre o público masculino, o cigarro aumenta esse risco em apenas 9%. O estudo confirmou, ainda, que o risco de desenvolver a doença revelou-se especialmente alto entre mulheres que começaram a fumar aos 16 anos (ou mais jovens) e aquelas que fumaram durante décadas. Durante o período analisado, cerca de 4 mil pacientes tiveram câncer no intestino.”

 

__

acigarro

Cientistas noruegueses afirmam, em pesquisa divulgada na publicação especializada Cancer Epidemiology Biomarkers & Prevention, que mulheres que fumam têm mais risco de desenvolver câncer de intestino do que os homens fumantes. Os estudiosos da Universidade de Tromso analisaram os registros médicos de 600 mil pacientes, e a conclusão é que a aparição da doença chega ao dobro entre mulheres que têm esse hábito.

 

A pesquisa mostrou que as mulheres que fumam têm 19% mais risco de desenvolver esse tipo de câncer do que as não fumantes, enquanto entre o público masculino, o cigarro aumenta esse risco em apenas 9%. O estudo confirmou, ainda, que o risco de desenvolver a doença revelou-se especialmente alto entre mulheres que começaram a fumar aos 16 anos (ou mais jovens) e aquelas que fumaram durante décadas. Durante o período analisado, cerca de 4 mil pacientes tiveram câncer no intestino.

 

Os noruegueses acreditam que este é o primeiro estudo a mostrar a vulnerabilidade das mulheres diante dos efeitos tóxicos do cigarro, já que até mesmo as que fumam menos que homens ainda apresentam risco mais alto de desenvolver câncer no intestino grosso, mas ressalvam que a pesquisa não levou em conta outros fatores que podem afetar a incidência, como o consumo de bebidas alcoólicas e suas dietas diárias.

 

Além do câncer, especialistas também já haviam apresentado conclusões de que as mulheres que fumam têm mais chance de sofrer um ataque cardíaco, e a explicação de estudiosos de uma equipe da Universidade do Oeste da Austrália é de que adolescentes expostas ao fumo passivo apresentariam baixos níveis do colesterol “bom” (HDL), que ajuda a reduzir o risco de doenças cardíacas

 

Fonte: http://www.emsgenericos.com.br/post.asp?id=100&ide=1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: