Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos

Aborto: debate na TV Justiça, no STF, em junho de 2007

__

 

Mesmo depois de ter filhos saudáveis, mães continuam com sintomas depressivos

A depressão e a ansiedade experimentada por muitas mulheres após um aborto espontâneo podem continuar por anos, mesmo após dar à luz a uma criança saudável, de acordo com um estudo conduzido por pesquisadores da University of Rochester Medical Center, nos Estados Unidos.

O estudo conduzido pela professora de psiquiatria do centro médico da universidade, Emma Robertson Blackmore, a descoberta “mostra claramente que o nascimento de um bebê saudável não resolve os problemas de saúde mental que muitas mulheres experimentam depois de um aborto ou natimorto.

– Esta descoberta é importante porque, ao avaliar se uma mulher está em risco de depressão pré-natal ou pós-natal, a perda da gravidez anterior não é geralmente tida em conta, da mesma forma como outros fatores de risco como história familiar de depressão, eventos estressantes da vida ou falta de apoio social.

O fim da gravidez por aborto ou por natimorto afeta mais de 1 milhão de mulheres nos Estados Unidos anualmente. Entre 50 e 80% delas, no entanto, conseguem engravidar novamente.

Os pesquisadores estudaram 13.133 mulheres grávidas no Reino Unido que estavam participando de um estudo de longo prazo, que analisou quem já havia passado por uma dessas situações. A partir disso, elas foram avaliadas quanto a sintomas de depressão e ansiedade por duas vezes durante a gravidez e quatro vezes após o parto em até 33 meses.

A maioria das mulheres não relatou abortos. Mas 2.823 mulheres, ou 21% relataram ter um ou mais abortos anteriores, enquanto 108 declararam ter um natimorto anterior, e três mulheres teve dois natimortos.

Já entre as mulheres que tiveram um aborto espontâneo ou morte fetal antes do parto de uma criança saudável, quase 13% tinham sintomas de depressão 33 meses após o parto. Entre aquelas com duas derrotas anteriores, quase 19% tinham sintomas de depressão 33 meses após o nascimento de uma criança saudável.

Os resultados podem ajudar os médicos a tratar grávidas nestas situações a evitar que seus problemas perdurem na vida dela e de seus filhos, segundo a pesquisadora.

– Nós sabemos que a depressão materna pode ter impactos negativos sobre as crianças e famílias. Se oferecermos um apoio específico durante a gravidez para mulheres que já perderam um bebê, que pode ser capaz de melhorar os resultados de saúde tanto para as mulheres e seus filhos.

Fonte: R7

__

Anúncios

23 Respostas to “Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos”

  1. Mats Says:

    A verdade inconveniente.

  2. Dilma Roussef: há uma única pergunta certa para fazer-lhe sobre o aborto! | Objeto Dignidade Says:

    […] Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos […]

  3. Vídeos e textos sobre a legalização do aborto no Brasil | Objeto Dignidade Says:

    […] http://www.votopelavida.com/fundacaoford1990.pdf __   Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos […]

  4. Falsidades em torno da questão do aborto | Objeto Dignidade Says:

    […] Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos […]

  5. ESTATÍSTICAS DO ABORTO | Objeto Dignidade Says:

    […] Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos […]

  6. Omissão, egos e enganação: a ajuda pró-vida para o avanço do abortismo no Brasil | Objeto Dignidade Says:

    […] Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos […]

  7. O governo brasileiro e a falácia sobre aborto | Objeto Dignidade Says:

    […] Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos […]

  8. O mito da medicina cubana e médicos cubanos no Brasil | Objeto Dignidade Says:

    […] Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos […]

  9. MP abre investigação sobre condições de trabalho de médicos cubanos – direitos humanos | Objeto Dignidade Says:

    […] Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos […]

  10. Sem-terra formados em Cuba pedem importação de médicos | Objeto Dignidade Says:

    […] Mulheres que abortam sofrem de depressão mesmo depois de ter filhos […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: