Remoção de guapuruvu comove moradores do Higienópolis

Jornal Já 04/12/2008
http://www.jornalja.com.br/2008/12/04/remocao-de-guapuruvu-comove-moradores-do-higienopolis/

Autor desta matéria Carlos Matsubara, do Ambiente JÁ

O corte de uma árvore localizada entre as ruas Germano Petersen e avenida Cristóvão Colombo, no bairro Higienópolis em Porto Alegre, provocou uma verdadeira comoção na vizinhança. Moradores das redondezas relatam que o guapuruvu lindíssimo, não tinha problemas. “Nenhuma marca de fungo,nenhum furinho de cupim”, lamenta a ambientalista Maria Elisa Silva, da ONG União Pela Vida (UPV).

Ela fez até um filmezinho para registrar o ocorrido. “Se ouve perfeitamente o som de madeira sólida, muito sólida caindo”.

Maria Elisa diz acreditar que haja uma determinação da Secretaria do Meio Ambiente do Município (SMAM) para permitir que acabem os guapuruvus da cidade.”Cortaram um na frente da minha casa, e outro na esquina com a Benjamin Costant”, elenca.

Os funcionários da empresa contratada para o serviço se limitaram a dizer que os galhos estavam caindo e, portanto, ofereciam perigo. “Isso é normal, só que quando há perigo, a alternativa é uma poda ocasional”, argumenta a ambientalista.

Biólogo autorizou corte

A SMAM garante que o guapuruvu oferecia risco aos moradores da rua, e que sua remoção foi autorizada após vistoria e laudo técnico solicitado depois de uma ocorrência de queda parcial de sua copa sobre um veículo estacionado.

“Acrescento que foi feita uma compensação ambiental com o plantio de dois cedros na área interna do imóvel e entrega de 20 carobas na Zona Norte da SMAM”, garante o biólogo da secretária, Eduardo Olabarriaga.

Mas para Maria Elisa, seria desejável que as compensações fossem na própria avenida Cristóvão Colombo, onde os moradores poderiam fiscalizar o plantio. “Há muitos espaços vagos para arborização, graças a má qualidade das mudas com que nos contemplam e também aos “tratos culturais” dados pelas roçadeiras do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU)”, denuncia.

Ministério Público recebeu fotos

Para Monika Naumann, que pôde observar tronco e copa do guapuruvu no dia seguinte ao corte, frutos verdes indicavam um processo reprodutivo normal. “Fiquei sem entender o motivo do corte”, lamenta.

Como engenheira florestal que é, diz que teria recomendado a retirada dos galhos secos, a impermeabilização da área do corte e uma boa adubação que poderia ser orgânica ou química.

Monika enviou fotos da madeira do tronco e dos frutos em formação após a floração para a promotora Ana Marchezan, da Promotoria do Meio Ambiente do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Já o engenheiro civil Henrique Cezar Paz Wittler, traz a legislação para a discussão. Ele evoca o artigo 1º do Código Florestal Estadual, que diz que “florestas nativas e vegetação natural existente são consideradas bens de interesse comum a todos os habitantes do Estado”.

Segundo o engenheiro, a árvore fortalece o solo em sua volta e a copa serve como uma proteção contra as intempéries do clima. “Do ponto de vista da Engenharia Civil podemos afirmar que o guapuruvu é um importante aliado para amenizar a ação dos ventos e da própria chuva”, reitera Wittler.

Jornal Já 04/12/2008
http://www.jornalja.com.br/2008/12/04/remocao-de-guapuruvu-comove-moradores-do-higienopolis/

Uma resposta to “Remoção de guapuruvu comove moradores do Higienópolis”

  1. Fique por dentro Moradores » Blog Archive » Remoção de guapuruvu comove moradores do Higienópolis « Biodireito … Says:

    […] lamenta a ambientalista Maria Elisa Silva, da ONG União Pela Vida (UPV). … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: